14 responses to “Construindo os Bleeps do Remix de "Broken Mario"”

  1. alessandrovert

    …po rodrigão, eu tbem curto BLEEPS de graça, acho que dão uma enfeitada importante na música. Tenho uma dúvida, o que vc quer dizer no termo BREAK DA MÚSICA ???? ( seria quando fica somente a preparação p entrar novamente a batida da música ??? )

    1. D.O.R

      Fala Alessandro, o break na música eletrônica é quando rola uma quebrada na dinâmica em algum trecho. Geralmente é caracterizado pela retirada de certos elementos principais da base, como kick, snare e baixo, mas pode variar.

      É o momento que antecede a volta da batida sim, como você colocou.

      1. Raphael Remma

        Fala Rodrigo, tudo bem?

        Legal vc ter feito esse post. Acho que era o que muita gente gostaria de dizer e ainda não sabia como.
        A cena musical está sendo "orkutizada". Nada mais que isso. É o preço que se paga pela popularização.

        A garganta meio que engasga com tanta coisa, mas não é difícil de entender. Ainda insisto em dizer que o problema infelizmente é bem pior do que a gente pensa, mas bem pior mesmo. Parece um filme de zumbis onde todo mundo diz e faz a mesma coisa sem sentido.
        Como dormimos com esse barulho? Só trabalhando bastante e dividindo boas vibes. Assim como vc fez nesse vídeo. Acho que o nosso meio precisava dessa boa onda há muito tempo.

        Grande abraço, cara. Obrigado por ter levantado esse assunto e sucesso.

  2. Jonny.S

    E ai Rodrigo ! |BLZ

    Po legal este video me ajudo bastante nessa parte, eu estava deixo pra la os bleeps e até mesmo estinguindo ele das minhas produções.
    mas vc me deu outro tipo de visão com o video!
    Vo trabalhar em cima disto essa semana e depois posto o recultado!

    Abraços

    1. D.O.R

      Fala Jonny! Legal que ajudou cara! :)

      Veja se consegue fazer, eu curto bastante o uso de ondas quadradas com dente de serra para construir os timbres desse tipo. Um bom reverb também sempre ajuda, hehe.

      Abraço!

  3. Ton

    pooo, olhando assim achei um bichaoo de "8" cabeças
    hsahushaushuahsu
    mas bora estudar mais issoo, Belo tutoriall
    valeu mais uma vez
    abraço

    1. Igor

      E ai rodrigo! Massa o video – Eu so nao entendi qual a relacao do canal de audio com o bleep. Voce tem o midi, o auxiliar track, mas nao sei o porque do audio e como ele esta ligado ao midi!… :(

      Muito bacana… =)

      Abracao!

  4. andersonsantosdj

    adorei o video . abriu minha mente, qto a bleeps. mas eu ja reparei q vc usa o operator p isso e nao vsti. tem algum motivo especial, ou so gosto pessoal?

    abraxxxxxx

    1. D.O.R

      Fala Anderson!

      Cara, eu curto muito o som que sai do Operator, principalmente para sons crus, gerados somentes pelas ondas sonoras. Quando resolvo utilizar um envelope de filto ou pitch eu considero outros VSTs, pois o Operator deixa a desejar um pouco nesse quesito, na minha opinião.

      Acho que é mais gosto pessoal mesmo, não tenho nenhuma referência técnica de escolha.

  5. Caian Maestrelli

    Vlw Rodrigo,
    Fico mto feliz em saber que minha dúvida ajudou a galera.
    Sempre valorizei os bleep, mais nuncaq tinha uma direção exata a seguir.
    Com esse tuto ficou mais claro!
    Mto obrigado pela moral!!!
    e noixx!

    Ps. quando o Live estiver pronto me avisa pra ver se arrumo alguma tur aki pela cidade maravilhosa.
    E noixx

    1. D.O.R

      Fala Caian! Valeu pela sugestão. =)

      Estou trabalhando nas músicas, quando tiver uma seleção de umas 13-15 eu vou começar a penar no live, hehe.

      Valeu pela força!

  6. Igor

    E ai rodrigo! Massa o video – Eu so nao entendi qual a relacao do canal de audio com o bleep. Voce tem o midi, o auxiliar track, mas nao sei o porque do audio e como ele esta ligado ao midi!… :(

    Muito bacana… =)

    Abracao!

    1. D.O.R

      Fala Igor! Valeu pelo comentário! :)

      Então, isso na verdade foi uma decisão mais por frescura do que outra coisa, hehe. Quis criar um canal específico para utilizar um reverb como um efeito especial, e para ter maior controle sobre o resultado criei o canal de áudio logo abaixo do canal de bleep.

      Para funcionar eu fiz um roteamento de canal, abri a entrada desse canal de áudio e puxei o som que vinha do canal de bleep.

      1. Igor

        AH… haha! Então seria como ter um canal auxiliar recebendo 100% do send do bleep. ;)

        Valeu, Rodrigo!!

Leave a Reply