Strict Standards: Declaration of c2c_ConfigureSMTP::options_page_description() should be compatible with C2C_Plugin_023::options_page_description($localized_heading_text = '') in /home4/lengning/public_html/wp-content/plugins/configure-smtp/configure-smtp.php on line 47
Encare a Realidade! Aprenda e Faça! | Project D.O.R.

5 responses to “Encare a Realidade! Aprenda e Faça!”

  1. claudioferrari

    Fala Rodrigo! Mais um post daqueles que a discussão provávelmente irá longe. Parabéns! Por incrível que pareça eu tenho essa dúvida em mente a um bom tempo. "Quem sabe faz, quem não sabe ensina"? É um assunto delicado de se discutir. Antes de mais nada temos que levar em consideração um grande fator importante: A pessoa que se dedica a ensinar tem que levar mérito. Pois não é qualquer um que tem esse espírito pra ajudar os outros. Isso é fato.

    Mas aí temos que levar em consideração outro fator: Será que uma pessoa deixaria de "fazer" (se houvesse uma oportunidade grande pra subir na carreira) pra ensinar?
    Eu acho que a pessoa que se habilita a ensinar é muito mais propícia a "subir" de nível na carreira. Mas por que? Bom, uma das respostas você mesmo nos deu! "Crie relações de troca de informações" Oras, precisa MUITO mais que isso como exemplo?
    Existe inúmeros outros exemplos por trás disso. Nem caberiam aqui eu acho. Por isso eu digo que a pessoa que se dedica a ensinar, deve levar méritos. Pois muita gente nem se quer pensa nesse passo (o de ensinar). Só pensam no passo de subir na carreira e "foda-se o resto".

    Portanto parabéns aos que ensinam!

    1. D.O.R

      Fala Claudio!

      Eu concordo com você, e dou mérito total a quem se prontifica a ensinar os outros. Acho que você captou bem o que quis passar, que é valorizar a troca de informações.

      No entanto, a meu ver, o grande problema é que muitos acabam investindo tempo demais ensinando e esquecendo que também precisam se dedicar ao seu trabalho.
      Quero enfatizar que eu escrevi tudo isso pensando no ponto de vista de quem quer investir na carreira musical e não em quem pensa em ser professor e educador. Nesse caso a história é outra.

  2. ANDERSON SANTOS DJ

    Entendi bem no que o Claudio falou e no q o Rogrigo falou e me baseando no que o Rodrigo replicou, pergunto:

    Ministrar a carreira de educador , na área de produção musical, tbm não é agregar novos valores, e com isso decolar na carreira?

    Explico o pq disso;

    Como educador nessa área. é possivel atingir 2 públicos distintos. O técnico e o apreciador do trabalho.( consumidor final )

    Eu não consigo ver onde e pq ter q separar essas duas funções……..diferentes, mas até certo ponto , complementares.

    E pq complementares? Pq deveria ser regra de praxe, profissionais do mesmo segmento trocarem informações , e nao virar um gueto de informações.

    1. Celio Sousa

      Agora entendi melhor o que voce disse sobre timbres, eu ja tava usando o saturador em algumas coisas.
      Se um dia poder faxer um tutorial sobre o analizador de spectro , para distinguir frequencias sobrepostas.

  3. Domrafa

    Aê Rodrigo! Muito bom o vídeo cara, mais uma vez!!
    Tenho bastante costume de fazer esse processo também; de filtros, EQ, Overdrive, Saturator, Guitar Rig, etc.

    Esse vídeo de Smack My Bitch Up é sensacional. Eu já gostava muito dessa música.. foi quando ví esse vídeo que praticamente comecei a produzir, foi um vídeo revolucionário pra mim! xD

    Aliás, eu queria te perguntar sobre um processo que ele utiliza à exatos 4:55 do vídeo, onde ele chama de "Drawing Filter CutOff Envelope"; eu ainda não consegui manjar o que exatamente ele faz pra que a automação fique tão "redondinha" de um segundo pra outro (no vídeo pelo menos, se tem corte eu não sei). Se você souber me explicar esse lance, ou até mesmo demonstrar em um de seus vídeos, ia ser demais!

    Parabéns pelo blog!! Pra mim, é o melhor!! =D

Leave a Reply